Notícias

Onça suçuarana capturada em Passos

O animal, um macho com cerca de cinco anos

14:22:16, ABR 04, 2020 Atualizada em 22/04/2020 às 15:04:17 Fonte: Divulgação
foi constatado que a onça chegou à casa por volta das 5h30

Onça suçuarana capturada em Passos foi solta hoje

Uma onça suçuarana foi capturara na floreira de uma casa no bairro Muarama, em Passos, na manhã desta segunda-feira, 20. O animal, um macho com cerca de cinco anos, foi levado a uma clínica veterinária e, depois de passar por exames e tratamento médico, acabou solto no final da tarde.

A casa, que fica na rua Cambuquira, pertence ao empresário Carlos Magno da Costa Figueiredo, que avistou o animal, deitado na floreira que fica ao lado da porta, quando ia comprar pão, mas o confundiu com um cachorro. Depois de se certificar de que se tratava realmente de uma onça, ele chamou o Corpo de Bombeiros.

De acordo com o sargento Klinger Dias, comandante do 3º ALA do Corpo de Bombeiros de Passos, a corporação chegou ao local por volta das 8h30 e a captura de uma suçuarana foi uma ocorrência inusitada no município. “Nós já fizemos capturas de vários animais aqui na cidade, como tamanduá e lobos, por exemplo, mas onça foi a primeira vez”, disse.

Segundo ele, cinco militares do Corpo de Bombeiros e dois da Polícia Militar de Meio Ambiente participaram da captura do felino. No procedimento, foram usados dois enforcadores, para imobilizar o animal, e uma jaula. Depois de capturada, a onça foi levada a uma clínica veterinária e, depois de verificado que o animal está saudável, foi solto na natureza.

De acordo com o sargento, por meio de imagens de segurança gravadas em residências na rua Cambuquira, foi constatado que a onça chegou à casa por volta das 5h30 e permaneceu na floreira até ser capturada.

 

Empresário pensou que fosse um cachorro

“Eu saí de manhã, por volta das 7h10, como faço sempre, para ir comprar pão e a vi na floreira, mas pensei que fosse um cachorro. No caminho até a padaria, percebi que estava sem máscara de proteção e voltei. Mas eu já estava desconfiado e, pensando melhor, comecei a achar que era mesmo uma onça”, afirma o empresário Carlos Magno da Costa Figueiredo, morador da casa onde a suçuarana foi capturada em Passos.

Segundo ele, ao abrir o portão da garagem para ir de carro até a padaria, sua cachorrinha, Mila, deu o alarme latindo. “Eu parei o carro, fechei o vidro e pensei que ela tava latindo por causa do vidro ou de uma moça que estava perto e saí”, disse. A floreira onde a suçuarana se refugiou tem cerca de 80 centímetros de profundidade e já foi usada por outros animais, afirma Carlos. “Já vi cachorro dormindo lá”, afirma ele.

Quando voltava para buscar a máscara de proteção, Carlos afirma que começou a desconfiar que o tamanho das orelhas do animal era diferente das de um cachorro. “E aquele olhão verde também”. Ao chegar em casa, ele avisou a família sobre o caso e foi até a porta social da residência, que fica do lado da floreira e, abrindo o suficiente para colocar o celular, na parte cima, e filmar o bicho, confirmou que se tratava, realmente, de uma onça parda. “Quando pus o telefone ela abriu a boca”, disse.

Preocupado com pedestres que costumam passar pela calçada a caminho do trabalho, o empresário saiu pelo portão da garagem e ficou no outro lado da calçada. “Consegui avisar uma três pessoas que poderiam passar bem na frente de onde ela estava”, disse. Carlos também ajudou na estratégia de capturar o animal, buscando uma grelha de churrasco em uma serralheria que foi usada no procedimento.

“Eu tenho um sítio na região da Canastra e pensava que, se fosse encontrar uma onça, seria por lá. Nunca imaginei que ia ver uma na porta da minha casa”, disse. Segundo ele, por imagens gravadas em uma câmera de segurança, a onça chegou à porta de sua casa às 5h10. “Dá para ver ela descendo a rua Cambuquira e procurando, em quase todas as casas, um lugar pra se aninhar”, afirma ele.

 

Animal estava com problema digestivo

 O médico veterinário Edson Figueiredo da Costa, que tratou da onça capturada ontem, afirma que o animal estava com problema digestivo. Segundo ele, a suçuarana, que é um macho com cerca de cinco anos, devia estar sofrendo dores por causa do acúmulo de gases. “Ela estava com um problema estomacal e vomitou bastante, muita carne, que ela deve ter digerido de algum animal, mas nós fizemos exames e constatamos que é um animal saudável”, disse.

De acordo com o veterinário, o quadro de dor apresentava pode justificar o fato da certa facilidade na captura do animal, já que ela não apresentou muita resistência para ser colocada na jaula. Segundo, se a onça não tivesse nenhum problema, provavelmente, a captura seria mais complicada.

Depois de sedada, foi submetida a uma lavagem estomacal e passou por por exames como hemograma, a onça foi encaminhada para uma área natural. A suçuarana, cujo nome científico é Onça concolor é um carnívoro nativo do continente americano, da Argentina aos Estados Unidos e Canadá, e também recebe o nome de Puma e Pantera.

Fonte: Folha da Manhã

 

 

Comentários

Voltar

Veja também