Notcias

ALUNOS SOLTAM BALÕES BIODEGRADÁVEIS COM SEMENTES PARA RECUPERAR MATA MINEIRA

A iniciativa integrou a programação do Mês do Meio Ambiente no município com objetivos de ampliar a consciência ambiental

16:20:23, JUN 06, 2022 Atualizada em // s Fonte:

 

Enquanto você lê esta matéria, centenas de novas árvores nativas da Mata Atlântica já começam a germinar na Serra dos Cocais, zona rural de Coronel Fabriciano, em Minas Gerais. No dia 13 de junho, a Gerência de Meio Ambiente e os alunos do programa Jovens Mineiros Sustentáveis soltaram 150 balões recheados com sementes e esperança.

A iniciativa integrou a programação do Mês do Meio Ambiente no município com objetivos de ampliar a consciência ambiental e deixar a cidade cada dia mais verde. Dentro de cada balão, foram colocadas entre oito e 10 sementes de espécies nativas e algumas frutíferas.

Os balões são compostos de materiais 100% naturais que se decompõem em contato com solo e água. Após as bexigas estourarem no ar, as sementes são semeadas onde caíram.

Além de chamar a atenção para a conservação das áreas de preservação – sobretudo, da porção da Mata Atlântica dentro do município – a iniciativa permitiu aspergir as sementes por uma grande área ampliando a cobertura vegetal, inclusive, em locais de difícil acesso.

“O custo-benefício é vantajoso e compensatório para o próprio meio ambiente, especialmente para a da Serra dos Cocais, já atingida por incêndios florestais nos últimos anos, e arredores”, explica a Engenheira Ambiental, Iara Magalhães. Apenas com esta iniciativa, foram espalhadas cerca de 800 sementes.

PRESERVAR, RECUPERAR E REVEGETAR

A ação “encantou” os alunos e professores dos 6º e 7º anos das E. M. Maria da Conceição Ataíde, na Serra dos Cocais, e Maria das Graças Ferreira, no Córrego Alto, que participaram da ação. “Hoje aprendemos sobre a importância das novas árvores para preservar o meio ambiente, as nascentes recompor o que se desmatou”, explica o estudante Marco Antônio.

Para a professora Elba Jocasta Gomes destacou que soltar os balões foi uma maneira interessante de trazer a preservação e proteção ambiental para o cotidiano dos alunos. “Hoje, eles puderam conhecer de perto a Mata Atlântica, entenderem a sua importância e participar da recomposição da vegetação”, avalia.

PROGRAMA MUNICIPAL

A iniciativa deu tão certo, que a Prefeitura de Fabriciano já estuda a possibilidade de transformá-la em programa de educação ambiental. A proposta é realizar a atividade a cada mês com duas escolas da rede municipal. Os alunos participarão de palestras sobre vegetação e reflorestamento e depois, soltarão os balões com sementes para recuperar áreas degradadas do entorno da comunidade escolar.

“Agora, é monitorar a área onde soltamos os balões. Mas iniciativas apontam que boa parte das sementes germinam e ajudam na recuperação de grandes áreas. Quem participou gostou bastante e já estudamos transformar esta ação em programa de educação ambiental, estender para mais escolas e áreas”, antecipa o Gerente de Meio Ambiente de Fabriciano, Ivan César Oliveira.

Comentrios

Voltar

Veja tambm