Notcias

MARINHA NOTIFICARÁ DONOS DE BARCOS ENVOLVIDOS EM ACIDENTE QUE MATOU 2 EM CAPITÓLIO

O caso também vai ser investigado, paralelamente, pela Polícia Civil

16:21:36, JUN 06, 2022 Atualizada em // s Fonte:

 

 

 

O Comando do 1º Distrito Naval da Marinha do Brasil, responsável por Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, vai notificar os donos e condutores das duas embarcações envolvidas em um acidente na noite desse sábado (18) em Capitólio, que deixou duas pessoas mortas.

De acordo com nota divulgada na manhã deste domingo, a notificação será para que eles "prestem esclarecimentos sobre o ocorrido e providenciem a reflutuação da embarcação". Um inquérito administrativo será instaurado para apurar causas, circunstâncias e responsabilidades da ocorrência, além de colher "ensinamentos para reduzir a probabilidade de situações análogas no futuro".

"Concluído o inquérito e cumpridas as formalidades legais, o mesmo será encaminhado ao Tribunal Marítimo, que fará a devida distribuição e autuação, o qual dará vista à Procuradoria Especial da Marinha para que adote as medidas previstas no Art. 42 da Lei n° 2.180/54", diz a nota da Marinha. O artigo citado pela Marinha determina que a Procuradoria, em até dez dias, ofereça a denúncia, peça o arquivamento ou entenda que não é caso a ser julgado pelo Tribunal.

A Marinha do Brasil informou que a Delegacia Fluvial de Furnas (DelFurnas) tomou conhecimento, na noite de sábado de um emborcamento envolvendo uma embarcação de esporte e recreio no lago de Furnas, nas proximidades do município de Capitólio. "A Delegacia Fluvial de Furnas enviou, imediatamente, uma Equipe de Busca e Salvamento (SAR) ao local, a fim de prestar o apoio necessário. Ao chegar na localidade, a equipe SAR verificou que os passageiros já haviam sido socorridos e que duas pessoas vieram a óbito. A embarcação que naufragou estava prestando auxílio a uma outra que se encontrava à deriva no lago de Furnas, com problemas de máquinas. O emborcamento ocorreu no momento de embarque dos passageiros", diz a Marinha.

Além da Marinha do Brasil, a Polícia Civil de Minas Gerais também vai apurar o acidente em Capitólio. Por meio de nota, a corporação informou que "visando exaurir questionamentos e, paralelamente à investigação da Marinha, a Polícia Civil irá instaurar inquérito policial para investigar os fatos e as investigações irão prosseguir pela Delegacia de Polícia Civil em Piumhi".

 

Comentrios

Voltar

Veja tambm